sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Os Portugueses no Brasil

T ROCAS CULTURAIS (INDÍGENAS-PORTUGUESES)



- Diversos povos indígenas habitavam o Brasil muito tempo antes da chegada dos portugueses em 1500. Cada povo possuía sua própria cultura, religião e costumes. Viviam basicamente da caça, pesca e agricultura. Tinham um contato total com a natureza, pois dependiam dela para quase tudo. Os rios, árvores, animais, ervas e plantas eram de extrema importância para a vida destes índios. Por isso, os índios respeitavam muito a natureza.
- Os índios viviam em tribos e tinham na figura do cacique o chefe político e administrativo. O pajé era o responsável pela transmissão da cultura e dos conhecimentos. Era o pajé  que também cuidava da parte religiosa e medicinal, através da cura com ervas, plantas e rituais religiosos.
- Faziam objetos artesanais com elementos da natureza: cerâmica, palha, cipó, madeira, dentes de animais, etc.
- A religião indígena era baseada na crença em espíritos de antepassados e forças da natureza.
- Os índios faziam festas e cerimônias religiosas. Nestas ocasiões, realizavam danças, cantavam e pintavam os corpos em homenagem aos antepassados e aos espíritos da natureza.
- Historiadores calculam que existiam de 3 a 4 milhões de índios no Brasil antes de 1500, espalhados pelos quatro cantos do país.
* Observação: felizmente, muitos dos aspectos culturais citados acima ainda fazem parte da vida de muitos povos indígenas brasileiros que resistiram até hoje às influências da cultura dos brancos.
Contato com os portugueses
- O contato dos índios brasileiros com os portugueses foi extremamente prejudicial para os primeiros. Os índios foram enganados, explorados, escravizados e, em muitos casos, massacrados pelos portugueses. Perderam terras e foram forçados a abandonarem sua cultura em favor da europeia.
- Embora muitas nações indígenas tenham enfrentado os portugueses através de guerras, ficaram desfavorecidos, pois não tinham armas de fogo como os portugueses.
Os índios do Brasil na atualidade
- Atualmente somente cerca de 400 mil índios vivem no Brasil.

TROCA DE ALIMENTOS

Quando falamos nos índios, estamos falando da memória viva da criação do nosso país, e não podemos também deixar de citar aqui que a alimentação dos índios por muitas vezes foi e é até hoje considerada essencial para o nosso sustento do dia-a-dia, pois eles utilizam produtos naturais tais como mandioca, batata, milho e arroz em suas receitas, e que são nutrientes indispensáveis para a nossa saúde.
Como nosso país é tropical, grande parte dos alimentos que nascem aqui são extremamente saudáveis, o que faz da alimentação dos índios, uma das formas mais saudáveis de nutrição, pois sem consumir nada industrializado, eles utilizam da natureza para tirar seu sustento, no caso, aves, peixes, frutas, leguminosas, verduras e pequenas caças, ou também grandes caças como no caso os animais da floresta, cotias, capivaras, entre outros mais.
A alimentação dos índios caracteriza-se muito pela utilização de farinha em diversas receitas, como no caso a tapioca, e também o próprio preparo da farinha que deriva da mandioca, feita pelas índias que usam todo o material retirado da roça e da floresta pelos índios, e muito raramente são utilizados ingredientes como o leite, e o óleo nas bases da alimentação indígena brasileira.
A alimentação indígena é feita a partir do próprio alimento que é plantado e cultivado por eles mesmo, sendo assim, são somente alimentos saudáveis e também alimentos que não trazem nenhum tipo de conservantes ou agrotóxicos, pois o plantio dos mesmos é feito totalmente manualmente pelos homens donos das tribos.
A alimentação dos índios é a mesma desde que os portugueses chegaram ao nosso país em 1500, onde os índios eram quem mandava por aqui e sua economia girava em torno da venda e trocas de alimentos entre as tribos e não havia também problemas financeiros, pois as roupas, calçados, comidas e o lar eram todos tirados da natureza.
Dentre as comidas que hoje nos fazem os uso diariamente e que possuem grande influencia da culinária indígena estão:
Farinha de Mandioca
Tapioca ou Biju
Pirão
Mandioca em diversas receitas
Pamonha
Fubá

A CONQUISTA DA AMERICA PELOS ESPANHOIS

Na mesma época em que a Espanha acabava de consolidar a expulsão dos muçulmanos, Colombo descobria a América para os Reis Católicos e os espanhóis iniciavam a conquista das novas terras, misturando os motivos de missão religiosa com os da sede de riquezas e poder. Em sentido restrito, dá-se o nome de conquista da América espanhola à que foi realizada pelos espanhóis nos territórios das civilizações do Novo Mundo. Ao contrário de outros processos colonizadores, como o do Caribe, o do rio da Prata ou o do Brasil pelos portugueses, essas campanhas de conquista foram levadas a efeito contra estados ou confederações de tribos que contavam com exércitos permanentes e elevado grau de organização. Foram, portanto, verdadeiras operações militares, executadas por soldados profissionais diante de forças em geral muito mais numerosas. Apesar disso, a vantagem dos espanhóis era incomparável, propícia a estimular-lhes a prepotência e a crueldade, pois seus adversários não conheciam as armas de fogo e chegaram a vê-los como deuses.
Os interesses econômicos e políticos da monarquia espanhola foram as forças mais determinantes das viagens e expedições de conquista dos territórios descobertos por Colombo. Acostumados durante séculos à guerra contra os árabes, os espanhóis trataram o Novo Mundo como a nova fronteira de seu poderio e da fé cristã. Cogitando de utilizar os indígenas como mão-de-obra submissa, deram prioridade à dominação das regiões culturalmente adiantadas, como o México e o Peru, em vez daquelas em que o estado selvagem dos nativos pudesse dificultar a exploração econômica. Os conquistadores eram, ora da pequena nobreza castelhana, ora aventureiros, provindos principalmente da Andaluzia, Extremadura e Castela.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário